Jurisprudência/Acórdãos

Pesquisa :
Número do Processo
10530.725908/2010-75
Contribuinte
COLEGIO NOBRE DE FEIRA DE SANTANA LTDA
Tipo do Recurso
RECURSO VOLUNTARIO
Data da Sessão
12/08/2020
Relator(a)
CLEUCIO SANTOS NUNES
Nº Acórdão
1302-004.741
Tributo / Matéria
Decisão
Vistos, relatados e discutidos os presentes autos.
Acordam os membros do colegiado, por unanimidade de votos, em negar provimento ao recurso voluntário, nos termos do relatório e voto do relator. Os conselheiros Paulo Henrique Silva Figueiredo e Mauritânia Elvira de Sousa Mendonça votaram pelas conclusões do relator no tocante à representação processual e a aplicação do art. 100 do CTN ao caso concreto
(documento assinado digitalmente)
Luiz Tadeu Matosinho Machado - Presidente
(documento assinado digitalmente)
Cleucio Santos Nunes - Relator
Participaram do presente julgamento os Conselheiros: Paulo Henrique Silva Figueiredo, Gustavo Guimarães da Fonseca, Ricardo Marozzi Gregório, Flávio Machado Vilhena Dias, Andréia Lúcia Machado Mourão, Cleucio Santos Nunes, Mauritânia Elvira de Sousa Mendonça (Suplente convocada) e Luiz Tadeu Matosinho Machado (Presidente).

Ementa(s)
ASSUNTO: SISTEMA INTEGRADO DE PAGAMENTO DE IMPOSTOS E CONTRIBUIÇÕES DAS MICROEMPRESAS E DAS EMPRESAS DE PEQUENO PORTE (SIMPLES)
Exercício: 2005
SIMPLES. EXCLUSÃO DE OFÍCIO. INTERPOSTA PESSOA. VEDAÇÃO LEGAL
Está sujeita à exclusão do Simples a pessoa jurídica optante em que for constatada pela fiscalização a interposição de pessoa para viabilizar o recolhimento reduzido de tributos de outra pessoa jurídica ou para reduzir o valor de contribuições para a seguridade social.
EFEITOS RETROATIVOS
Os efeitos da exclusão do Simples retroagem à data do fato que lhe der causa, nos termos do inciso V do art. 15 da Lei nº 9.317, de 1996 e §1º do 29 da LC nº 123, de 2006, não competindo a este Conselho exercer o controle de constitucionalidade das citadas leis, conforme a Súmula CARF nº 2.

Anexos


*Essa publicação não substitui a original.