Jurisprudência/Acórdãos

Pesquisa :
Número do Processo
13660.000159/2009-49
Contribuinte
LUZO-TUR LIMITADA
Tipo do Recurso
RECURSO VOLUNTARIO
Data da Sessão
02/04/2020
Relator(a)
RAFAEL ZEDRAL
Nº Acórdão
1002-001.164
Tributo / Matéria
Decisão

Vistos, relatados e discutidos os presentes autos.
Acordam os membros do colegiado, por unanimidade de votos, em dar provimento ao recurso.
Ailton Neves da Silva- Presidente.

Rafael Zedral- Relator

Participaram da sessão de julgamento os conselheiros: Aílton Neves da Silva (Presidente), Rafael Zedral, Marcelo José Luz de Macedo e Thiago Dayan da Luz Barros.




Ementa(s)
ASSUNTO: SIMPLES NACIONAL
Ano-calendário: 2009
SIMPLES. ATIVIDADES DE AGÊNCIA DE VIAGENS E TURISMO. Comprovada que a atividade desempenhada pelo contribuinte é típica de agência de viagens e turismo, não se sustenta a acusação de desempenho de atividade impeditiva.
SIMPLES. EXERCÍCIO DE ATIVIDADE VEDADA. NÃO COMPROVAÇÃO. SÚMULA CARF Nº 134.
Conforme Súmula Carf nº 134, para a exclusão de empresa do regime simplificado não basta a mera percepção de atividade vedada formalmente incluída no contrato social da empresa, sendo necessário que se demonstre o seu efetivo exercício para a exclusão da contribuinte do SIMPLES.

Anexos


*Essa publicação não substitui a original.